Historias para Alicia #01

Primeira noite como estagiario da Patadacobra em Bombinhas

 que a receita de combinar mergulho com crianças funcionou ai vai um post para a minha mais nova leitora a Alicia. Podem ficar com inveja mas o post é sobre o pai dela e uma historia que talvez ela nunca escutaria se não fosse pelo tio Saldanha. A verdade é que o seu pai a essa altura já deve ter falado muito sobre os anos dourados de mergulho. O que acredito que ele deve ter omitido e que vou contar aqui é que ele já foi pagodeiro. Pagodeiro de roda de pagode. Pagodeiro de viajar para a praia com um pandeiro! Eee bizarro? Imagina eu conhecendo esse polaco de quase dois metros de altura tocando um pandeiro? Foi no primeiro feriado que eu estagiava na Patadacobra um 2 de Novembro.  A nossa chegada muito bem vinda com um dos clássico pitty-esporos do Neio e a informação de que não tinha lugar nem para o seu pai nem para mim dormir. Nos esperavam para trabalhar e não para nos acomodar. Conseguimos um quartinho nos fundos de uma pizzaria. Numa época onde a musica viral do Natiruts “liberdade pra dentro da cabeeeca” tocava em qualquer aparelho que tivesse um botão de volume, Dr. Rocha “arrancava” SPC, Negritude Jr, Molejo, e por ai vai do pandeiro dele. Foi começando assim; compartindo os perengues que nos conhecemos por primeira vez. Pra variar o tempo virou no meio do feriado, choveu para caramba (dentro do barraquinho também!) e acabamos o feriado mergulhando no estaleirinho com água fria e suja. Deve ser por isso que nos tornamos tão bons amigos por que sempre estivemos para as piores quanto para as melhores no mesmo bom humor e união.

Anúncios
Esse post foi publicado em dive e marcado , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Historias para Alicia #01

  1. Diego Rocha.'. disse:

    HAHAHAHA… Gostei muito do desenho! Olha só o que você foi lembrar?! Cara, bons tempos, música ruim, mas bons tempos… hahahaha… Eu realmente tinha um péssimo gosto musical, ainda bem que conheci a Claudia e evolui! hahaha…
    Só um verdadeiro amigo para lembrar e revelar uma história como essa!
    Gostei da homenagem, obrigado! Agora você precisa vir ao Brasil para contar outras histórias pessoalmente.
    Um forte abraço meu Amigo.

  2. Cacau Folador Rocha disse:

    É isso aí, tio André! Temos que mostrar pra essa garota que o papai já teve um passado obscuro… rsrs Ela está ansiosa pra conhecer os tios de Cayman! 😉
    Um beijo enorme pra família!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s